A Futebolização da Política

Não é de hoje que discutir política virou discussão de futebol. Não adianta mais apelar ao bom senso de alguns dos interlocutores. Política virou torcida, e você é praticamente obrigado a escolher um lado. Se você não escolher, alguém o fará por você. Basta fazer a mais suave crítica ao PSDB que automaticamente você virou petralha, ou vice e versa.

Junto a isso, tem alguns políticos que jogam muito bem com a população, pegar uma turma pseudopolitizada e usa descaradamente como massa de manobra. Esse é o caso do Doria, que usa do marketing político para conseguir novos seguidores cegos que, visando apenas as boas ações que ele anda fazendo, e as fantasias que ele anda vestindo, se alimentam de informações incompletas e acham que ele é o melhor prefeito do mundo, não conseguindo enxergar as medidas contraditórias e nem mesmo questionando algumas das medidas “positivas”. Esse post é justamente para tentar mostrar o primeiro mês do Doria, com os pontos positivos, negativos e alguns questionamentos.

1) Dória está economizando com publicidade

O Dória gosta de postar em suas páginas nas redes sociais suas ações como prefeito. Geralmente fantasiado (de gari, pintor, etc), ele acompanha por alguns minutos uma ação de seu governo, filma, faz algum comentário ácido, edita e posta nas redes sociais. O povo pseudopolitizado adora. Outro dia ele ofereceu o plantio de pau-brasil ao Lula, o maior cara de pau do Brasil, e a massa foi a loucura. E com isso eles acham que o prefeito está economizando com publicidade. Mas será mesmo?

Ainda não é possível uma análise ad-hoc desse fato, pois não temos os dados de publicidade divulgados “em tempo real”. Ao que pude perceber, os dados são informado com atraso de 6 meses. Entretanto, a atual gestão iniciou uma licitação no valor de R$ 100 milhões pelo período de 12 meses, prorrogáveis[1]. Nos últimos dois anos da gestão anterior, foi gasto um total de R$ 170 milhões[2].

Como se sabe sobre licitações, R$ 100 milhões é o valor esperado, mas não significa que a contratação ficará nesse valor. Obviamente poderá ser menos, ou até mesmo mais. Mas fica um questionamento: será que ele irá gastar menos mesmo?

2) A reforma das albergues

Essa é sem dúvidas uma das melhores notícias da atual gestão. Ela irá reformar todos os albergues e irá construir canis e gatis para os moradores em situação de rua não se separarem de seu bichinhos[3]. Além das reformas, o projeto como um todo prevê cursos profissionalizantes e trabalho remunerado para alguns desses moradores em situação de rua. Tudo isso em parceria com a iniciativa privada. E aqui fica um questionamento: ou eu devo jogar fora tudo que aprendi sobre economia e capitalismo, e agora existe almoço grátis; ou o que eu sempre aprendi ainda é válido e ainda não existe almoço grátis e essas empresas irão cobrar alguma coisa pela ajuda. Uma forma possível é ceder espaços para publicidade, como é feito com os pontos de ônibus, e deixar explorarem isso. Acho que aqui, precisamos ficar de olho.

Agora sejamos sinceros. Você acha mesmo que os moradores em situação de rua deixam de ir para os albergues apenas porque eles são “feios”? Um dos motivadores era a proibição de animais de estimação, que o projeto irá corrigir. Mas acredito haver algo mais aí. Talvez abusos sofridos, histórico de agressões, etc. É preciso ir muito mais a fundo nas motivações.

E como nem tudo são flores. No ano passado, após denúncias de que a GCM estava retirando cobertores dos moradores de rua, a gestão Haddad redigiu um decreto que proibia a GCM de retirar “itens portáteis de sobrevivência”. Dória assinou um novo decreto que suprimia essa proibição[4]. O prefeito afirmar que isso não irá ocorrer, mas está na lei, e se algum dia ocorrer, será legal. Uma abordagem nada humanística.

3) Exames em hospitais particulares

Em outra boa medida, o atual prefeito firmou “parcerias” com os melhores hospitais particulares para realização de exames, visando zerar a fila existente. Atendendo num horário nada ortodoxo, das 20h às 8h, o Corujão da Saúde já está em funcionamento. E qual seria minha crítica sobre esse tema? Nenhuma. Mas quero fazer algumas observações.

Os exames não serão realizados de graça, mas será pago os valores da tabela SUS, que é muito baixo. Isso significa que os hospitais terão prejuízos com esses atendimentos. E como eu disse, não existe almoço grátis. E é ai que eu acho que o Dória teve uma bela sacada. Os hospitais Albert Einstein e Sirio Libanês são hospitais filantrópicos. Não sei qual a modalidade de filantropia deles, mas a lei versa que hospitais desse tipo ganham isenção fiscal se realizar uma meta de atendimento SUS. Para esses hospitais, o Dória acabou de criar mais uma porta de entrada para atendimentos que visam realização da meta de filantropia. Não há nada de errado nisso, nadinha. Mas como eu disse, não existe almoço grátis.

Eu disse que não tinha nenhuma crítica ao Corujão, mas os links abaixo tem. Vale a leitura (por favor, leia a notícia, não apenas o título):

  1. https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/estado/2017/01/03/metade-dos-pacientes-na-fila-dos-exames-tera-de-voltar-para-consulta.htm
  2. https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2016/10/14/promessa-de-doria-corujao-da-saude-nao-ataca-motivo-da-fila-dizem-medicos.htm
  3. http://www.valor.com.br/politica/4834432/corujao-da-saude-de-doria-estreia-com-atrasos-para-exames-medicos

4) Manutenção da passagem de ônibus em R$ 3,80

Essa foi uma promessa de campanha que o Dória já voltou e não voltou mais atrás uma porção de vezes. Ao que parece, pelas últimas notícias as tarifas não sofrerão ajustes. Apenas a passagem unitária. O Bilhete Único Mensal sofrerá reajuste de 35,7% e o integrado de 30, 4%. O Semanal será extinto e o diário também sofrerá reajuste. E principalmente, a integração entre ônibus e metrô sofrerá reajuste, afinal a promessa foi do Dória, e não do Alckmin[5].

Em contrapartida à esse “congelamento” da tarifa, o prefeito está revisando as gratuidades do sistema e outros benefícios; além de outras medidas como a extinção dos cobradores, gerando desemprego e sobrecarga do motorista[6]. Claro que tudo está ainda no patamar de “avaliação”, mas já da pra ver a mente criativa do nosso prefeito e equipe.

5) Apagou grafites e pichações

Esse assunto é bem polêmico, e atoa. Vou falar de forma resumida. O prefeito gastou uma grana com tinta apagando o mural da 23 de Maio. Gerou um bafafá enorme. Agora ele vai gastar mais uma grana promovendo um Festival de Grafite, para redesenhar o mural. Em algumas partes ele teve a grande ideia de cobrar com vegetação. Mas convenhamos que dava para cobrir com vegetação, mesmo sem pintar de cinza, por cima dos grafites mesmo. Enfim, ideia mal pensada e executada.

6) Privatização das Bibliotecas

A palavra privatização não foi usada de forma explícita, mas é tudo uma questão de semântica. A prefeitura quer que a administração de algumas bibliotecas e do Centro Cultural fique sob responsabilidade de organizações sociais[7]. Não é uma privatização per se, mas é bem pertinho disso.

Não sou contra privatizações ou parcerias, ou qualquer coisa semelhante. É preciso avaliar o modelo. O Theatro Municipal é administrado por uma Organização Social, e como sabemos ele não é o lugar mais acessível para população mais carente, certo? Apesar de ser muito lindo e bem administrado. As vezes esse tipo de ação leva à trade-offs não imaginados inicialmente. Por isso o cuidado com o modelo é tão importante.


Irei finalizar por aqui esse texto, mas ainda temos muitas outras medidas para discutir. Confesso que o primeiro mês do prefeito foi bem cheio de coisas. Quero ressaltar aqui que o texto não visa criticar o prefeito, mas ponderar e contextualizar suas ações. Acredito que o prefeito teve medidas positivas e negativas, e algumas que ainda não da pra avaliar, mas com potencialidade de não ser tão boa assim. E acredito que o prefeito está jogando com o marketing político, e fazendo isso muito bem. Há quem acredite que de ruim, o prefeito não fez nada, ou apenas pintou a cidade de cinza.

Também não quero avaliar aqui o prefeito como ruim. Ou que a gestão dele é ruim. Não podemos avaliar 4 anos em 30 dias. NÃO PODEMOS. Então não queira também dizer que ele é o melhor prefeito que SP já teve. Ainda tem muita água para passar pela ponte, e fazer afirmações desse tipo é cuspir pra cima.


[1] Edital: http://e-negocioscidadesp.prefeitura.sp.gov.br/DetalheEvento.aspx?l=%2Fl9BGYDDuQY%3D&e=luroumGmhN0%3D

[2] http://transparencia.prefeitura.sp.gov.br/administracao/Paginas/Investimentos-em-Publicidade.aspx

[3] http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,doria-vai-reformar-albergue-para-atrair-morador-de-rua,10000096927

[4] http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/doria-retira-paragrafo-que-proibia-remocao-de-cobertores-e-colchoes-de-moradores-de-rua.ghtml

[5] http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/12/1845799-apos-congelar-tarifa-alckmin-e-doria-reajustam-integracao-alem-da-inflacao.shtml

[6] http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/11/1834001-doria-foca-revisao-de-gratuidade-para-amenizar-prejuizo-de-tarifa-congelada.shtml

[7] http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/doria-quer-centro-cultural-e-bibliotecas-sob-gestao-de-organizacoes-sociais.ghtml

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s