O Anti-Petismo

O Fla-Flu invadiu o debate democrático no Brasil. Votar deixou de ser a execução de um direito básico e virou conivência criminal, a depender de quem você apoia. Outro dia falei que voto no Haddad e isso bastou para dizerem que não gosto do Brasil e voto contra o povo brasileiro.

Não entro no mérito se esse asco contra o PT é devido ou indevido, manipulado ou não manipulado. Isso é o mesmo que querer decidir quem veio primeiro, o ovo ou a galinha. O fato é que há em expensão no Brasil uma onda anti-petista, uma onde que perigosamente está vendando os olhos de parcela da população para o que é justo e correto, fazendo-os colocar de lado seu escrúpulo, apenas para ver o “partidão” acabado, e consequentemente ver a esquerda acabada. Não sei o que é mais risível.

Mas o fato é que isso tem feito com que essa parte da sociedade se alie com o que tem de ainda pior na política. Em Embu das Artes, um dos principais candidatos a prefeito é membro declarado do PCC, e isso não impede que ele tenha milhares de votos. Veja, estão optando por colocar um bandido declarado na prefeitura, no lugar de um suposto bandido. Em SP a situação não é muito diferente.

Haddad sofre por ser do PT. Um prefeito elogiado pelo Wall Street Journal, NY Times, por prefeitos de outras cidades no mundo como Paris, que implementou políticas públicas responsáveis com impacto real e positivo na vida dos cidadãos, que devolveu a cidade ao povo, que teve coragem de implementar ações que ele sabia que o fariam perder votos, que pensa uma cidade não para a próxima eleição, mas pensa olhando para o futuro.

Ele elevou o salário base dos professores a um nível superior ao dos professores do Estado; entregou novas creches; estimulou as cooperativas locais de alimento, incentivando a economia local; aprovou um Plano Diretor inovador e elogiado por instituições internacionais; implementou o IPTU regressivo; implementou ciclovias e corredores de ônibus; modernizou a frota; colocou ônibus 24h; criou a Controladoria Geral do Município, que desmantelou a máfia do ISS e já devolveu mais de R$ 100 milhões aos cofres do município; devolveu o carnaval de rua à cidade; tratou o vício em crack como problema de saúde pública, e não de segurança; reduziu mortes no trânsito; disponibilizou WiFI gratuito em parques. Enfim, Haddad pode não ser o prefeito perfeito (afinal, quem seria?), mas com certeza é o melhor prefeito que essa cidade já teve, e só não tem o reconhecimento disso por ser do partido que é.

Não acho que o PT mereça a benevolência de todo mundo. Ele decidiu fazer política da forma mais arcaica e prejudicial, que infelizmente é a forma como a política se faz no Brasil. Hoje o PT colhe os frutos do que plantou, ao se aliar a quem se aliou,  ao se permitir o que permitiu. Mas devemos correr das generalizações.

Por isso eu digo: Haddad de novo!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s