Leitura em massa

Hoje estava olhando um grupo de leitura que curto no Facebook e uma das participantes do dele falou que tinha lido ou iria ler Eleanor & Park. O que me chamou a atenção foi que ela disse que escolheu ler esse livro nesse começo de ano por ser uma leitura leve e rápida, pois ela estava com as suas leituras atrasadas. Fiquei intrigado imaginando porque ela estaria “atrasada” com suas leituras. Será que ela tem só seis meses de vida e uma lista de mil livros para ler?

Sou um leitor compulsivo, sempre tenho um livro à tira colo. Amo ler. Sou adepto da teoria de que leitura deveria ser algo praticado por todos os membros de uma sociedade (o que tornaria a complexidade da vida mais fácil de suportar). Porém acho que a leitura proveitosa de verdade é a leitura com qualidade, não em quantidade. Realmente não conheço os motivos reais de a mocinha estar com a leitura atrasada (às vezes precisa ler alguns livros para devolver a biblioteca), mas o post dela me passou uma ideia de leitura massiva, leitura para impressionar. Tipo aquelas pessoas que chegam pros amigos e diz “li 30 livros esse mês”, apenas para impressionar os coleguinhas e passar uma imagem de intelectual.

Como disse sou adepto da leitura para todos. Mas uma leitura massiva dessa forma pode esconder algumas armadilhas. Quando uma pessoa escreve um livro, por detrás de todo o enredo sempre há uma mensagem, um algo a mais a ser transmitido. Em Harry Potter existe uma história linda de amor e amizade escondida nos enredos principais dos livros. Em Eragon há uma mensagem da luta de um povo por sua liberdade. E quando uma pessoa lê um livro às pressas porque tem que ler outro e mais outro para ser a pessoa mais leitora do mundo, ela deixa escapar algumas nuances que revelam uma mensagem secundária fantástica. “O essencial é invisível aos olhos”, mas para se enxergar o essencial é preciso estar atento.

Não quero ser aquele chato que reclama de tudo (reclama se o povo lê, reclama se não lê). Mas não é apenas ler. É preciso ler e compreender, afinal ler e não compreender da na mesma que não ler. É preciso ler com os olhos da alma para sermos transportados ao real universo de um livro. Por mais que você tenha 500 livros para ler, não se imponha prazos. A menos que você precise ler para trabalhos da faculdade, rsrs. E não confunda leitura leve com leitura rápida. Existem de fato livros que são leituras leves e não exigem muito do cérebro (afinal é diferente ler um livro de filosofia e um romance), são leituras fluidas que passam e você não percebe o tempo passar. Mas mesmo esses livros não são leituras rápidas. Uma leitura rápida é uma tirinha no jornal. Livros são para ser lidos e apreciados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s